Corpo Astral

LIMPEZA PSÍQUICA PARA DEFENDER A AURA DOS ATAQUES EXTERNOS.

 A aura é o campo de Energia que rodeia a nosso corpo.

De acordo com a cor do halo luminoso que nos recobre podemos determinar nosso estado físico, mental, emocional e espiritual.

Diariamente estamos expostos a diversos ataques psíquicos, que de forma consciente ou inconsciente geram as pessoas com as quais nos relacionamos e cujos pensamentos negativos nos debilitam e até podem nos deixar doentes.

Quem nos rodeia pode contaminar nossa psique, a vezes intencionalmente, e outras, sem poder evitá-lo, com seus pensamentos negativos que geralmente chega a fazer estragos em nossa mente e repercute no físico.

 Como se produz um ataque psíquico

 Existem quatro corpos sutis que rodeiam a uma pessoa.

Primeiro se encontra o corpo FÍSICO. Ao lado, rodeando-o, está o corpo ETÉREO com o que denominamos AURA (este é utilizado para revitalizar ou energizar ao corpo físico).

A este segue o corpo ASTRAL ou EMOCIONAL. Quando se produze a morte física, a ALMA segue vivendo valendo-se deste corpo.

Junto ao corpo astral está o corpo MENTAL; é mais delicado que o corpo astral e corresponde a aura mental.

 Agora, o pensar e o sentir se encontram estreitamente entrelaçados, dificilmente podemos separa-los.

É durante esses dois processos (o pensar e o sentir) quando se produzem os fenômenos para que se leve a cabo a contaminação psíquica.

 1– Se cria uma entidade de pensamento; esta geralmente é muito débil, já que a maioria da gente não conhece a forma de criar uma entidade de pensamento potente: quanto mais claro se produz o pensamento, melhor se define sua forma.

Estas entidades podem ser POSITIVAS ou NEGATIVAS, depende das emoções da pessoa. Por exemplo, a IRA cria uma entidade NEGATIVA, enquanto que o AMOR e a COMPAIXÃO criam uma POSITIVA.

 2– Logo se produz um campo de radiação psíquica; quando pensamos algo, irradiamos sinais que transmitem esse pensamento aos demais.

 Destes dois fenômenos comuns se produz toda uma serie de ataques psíquicos, alguns mais perigosos que outros, mas todos merecem ser tratados.

Os mais comuns são produzidos por gente que não costumam fazê-lo com intenção ou malicia.

 Existem também as programações negativas, que geram um padrão de comportamento nocivo, por exemplo, daquelas pessoas que se creem superiores e depreciam aos demais. Com palavras, gestos e ate com a forma de olhar fazem que o outro se sinta inferior.

Podemos aceitar isto consciente ou inconscientemente, com o qual nos prejudica.

E a mais deliberada de todas é a dominação mental. Uma pessoa pode dominar a outra mediante a criação de pensamentos poderosos, o mais provável para seu beneficio financeiro.

 3– Uma pessoa com uma aura muito débil pode ser facilmente influenciada por outra e também ser possuída por parasitas energéticos.

É muito provável que os que estiveram em contato com uma pessoa doente ou fisicamente debilitada, sintam uma sensação de vazio ou cansaço devido ao “roubo” de energia por parte desse individuo.

Anúncios

4 respostas em “Corpo Astral

  1. Somos corpos energéticos e estamos neste planeta para evoluirmos o nosso átomo. Ao nascer liberamos um átomo de nosso corpo energético para que o memo evolua desde a formação do embrião e assim temos a possibilidade de, afastarmos nossas órbitas onde giram os eletrons, de seus respectivos núcleos nos tornando cada vez mais fluidificados, até nos tornarmos espíritos de luz, trabalhando em outras dimensões. A cada vez que nascemos, nosso corpo energético libera um átomo, que para melhor entendimento vamos qualifica-lo de 2ª ou 3ª grandeza por exemplo, e ao desligarmos novamente do corpo carnal e se a nossa passagem for de evolução, (coforme os ensinamentos de nossos avatáres, sendo o mais recente “Jesus” : “Amai-vos uns aos outros como a ti mesmo”), teremos um acúmulo de átomos de 3ª ou 4ª grandeza que pela definição do próprio átomo sofrerá uma atração de seu corpo energético-astral, elevando sua categoria, até que não mais precisaremos desse arquétipo carnal para o desenvolvimento espiritual.
    Como exemplo podemos comparar o átomo do chumbo com o átomo do oxigênio e ver que no do oxigênio, as órbitas onde giram os pares de eletrons estão mais afastadas de seus núcleos. Já o chumbo é uma matéria densa e onde vemos as órbitas mais próximas de seus núcleos.
    Nossa finalidade não é tornar-mos menos densos, mais espirituais?

    • Parabéns Rogério, muito elucidativo seu comentário. Eu diria que o necessário processo de afastamento dos elétrons do núcleo compartilha (de forma figurada, claro) com o não menos necessário desprendimento do nosso espírito (energia de luz) da matéria. A matéria, embora seja tratar-se de energia concentrada vibra numa frequência incompatível e dissonante com a energia pura. Para que haja nossa evolução espiritual é imprescindível o abandono das paixões carnais (matéria) como o acúmulo de riqueza terrena às custas do suor alheio. Somente para citar aleatoriamente podemos citar o exemplo daqueles que acumulam serviço público ilícito aos princípios constitucionais resguardados na carta de 1988. Sobretudo em seu artigo 175. O MP vem aí, para libertar os avaros e proporcionar-lhes a evolução espiritual derradeira. Amém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s