Reflexões sobre Comer Carne

Reflexões sobre comer carne – Somos Carnívoros?

Hoje cada vez mais e mais pessoas estão se tornando vegetariano: Não somente com a bandeira de uma comida mais natural e defensores dos animais, acredito que existe um chamado a todos nos mostrando que quando comemos carne, comemos o sofrimento do animal o sangue que ele derramou pra nos alimentar, que ele sente “dor”.  Que eles sendo produzidos como mercadorias em larga escala, traz sérios danos para nosso entorno.
A evolução da humanidade será para a alimentação sem carne e chegará um dia em que todos tomarão consciência e verão que não está bem alimentar-se do sofrimento de outros. Há um tempo era normal que existissem escravos, assim como outras atrocidades do homem, sempre para beneficio próprio, comércio e ganância.
Com tanta variedade de alimentos vegetais, não é necessário essa barbárie que é tida como super normal por sermos educados e alimentados pelo primitivismo do homem.
E muito mais pela violência que são os matadouros e a indústria desse mercado, porque quando vamos ao supermercado vemos em pedaços dentro das embalagens, será que seria diferente se tivéssemos que matá-los. Não vemos como cadáver. Fechamos os olhos pra isso e não pensando nas conseqüências desastrosas dessa criação em larga escala. Então alguma vez pensou que os “pedaços” de carne, frango ou peixe que guarda na geladeira são Cadáveres, que uma vez que tempera com “vegetais” para dar sabor, cozinha e elabora o prato, estará consumindo não somente as toxinas de um animal, mas também os antibióticos, hormônios e as bactérias que contraiu ao ser empacotado, etc? Alguma vez já se perguntou que faz um ser humano consumindo o leite que uma vaca produz para alimentar sua cria e não a ti?
Ainda que sejamos seres superiores ao animal, não somos o suficientemente superiores para enxergar isso, nossa cultura nos mostra ser natural comer carne, mesmo com tantos motivos para mudar.
                         
MOTIVOS PARA SER VEGETARIANO OU VEGAN

Algumas pessoas estão deixando de comer carne para ter mais saúde e muitos prêmios Nobel se converteram em grandes difusores e praticantes de uma alimentação que não inclui a ingestão de cadáveres, pela lentidão nociva do processo digestivo que nos faz perder a maior parte da energia metabólica do dia e pela acumulação de gorduras animais como principais causas de mortalidade, além do tema antes não reconhecido e hoje tido como certo, da causa de vários cânceres.

Outros fazem também para proteger o meio ambiente, onde a indústria da carne e derivados é uma das mais prejudiciais para o planeta, (assistam ao vídeo abaixo a Carne é Fraca). Segundo a ONU, “a maior geradora de gases de efeito invernadero: dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e amoníaco, é a industria da carne”. Além, a FAO (Food and Agriculture Organization, dependente da ONU) assegura que também é “a principal causa de desflorestamento para criar pastos e cultivos forrageiros, dado que o gado utiliza o 30% da superfície terrestre e ocupa o 33% de toda a superfície cultivável destinada a produzir forragens. Ao mesmo tempo, os frigoríficos, os curtumes e suas industrias derivadas contaminam a água, o ar e a terra”.

Existem outros cuja principal razão de não comer carne é não querer participar do crime silencioso, mas diariamente contra aqueles que não tem voz.
Em todos os casos, a pratica é sempre a mesma: Não violência. Não violência com o organismo corpo-mente, não violência com a Terra, não violência com os animais. Esta tripla concorrência tem uma lógica: se tudo é UM, o que é certo para a lei do coração é também para as leis da natureza.
A Terceira lei
Tem uma terceira lei, a lei do karma, sutil para os sentidos, mas não por isso menos eficaz. Este é o quarto tipo de violência que evitamos ao abster-nos da carne e seus derivados: o mal karma que geramos a nós mesmos. Desde um ponto de vista físico, o animal sofre por estar sendo assassinado e a quantidade de adrenalina que desenvolve ante o estresse faz que a carne seja ainda mais venenosa para quem a consume. Da mesma forma quem o mata recebe uma perturbação energética que produz a sua violência, agressividade, e um karma residual muito duro. Por ultimo está quem o consome, que capta em menor grau, mas em forma inevitável o karma negativo da matança do animal.

O Homem é carnívoro por natureza e a carne é Compatível para os Humanos?

Veja o quadro:

Comparações fisiológicas

Animais carnívoros

Animais Herbívoro-Frutívoros

(vegetarianos)

Humanos

Não transpiram. Eliminam o calor principalmente pela boca mediante o arquejo.

Transpira pelos poros da pele.

Transpira pelos poros da pele.

Tem garras

Não tem garras

Não tem garras

Dentes pontiagudos e afiados para destroçar a carne. Não possuem molares planos para mastigar.

Não tem dentes dianteiros pontiagudos, têm molares planos posteriores para mastigar.

Não tem dentes dianteiros pontiagudos, têm molares planos posteriores para mastigar.

Seu intestino é três vezes mais comprido que seu corpo, assim a carne em decomposição se elimina mais rápido.

O intestino é de dez a doze vezes o comprimento do corpo, pelo qual tem um longo processo digestivo.

O intestino é de dez a doze vezes o comprimento do corpo, pelo qual tem um longo processo digestivo.

Possui um poderoso ácido clorídrico no estômago para digerir e processar a carne.

Ácidos estomacais vinte vezes mais suaves que nos carnívoros.

Ácidos estomacais vinte vezes mais suaves que nos carnívoros.

Carnívoros!Por outros motivos, não pela fisiologia.

A comida vegetariana é um prazer para nossos olhos, para o paladar, além de ser boa para a saúde. O certo é que numerosos estudos demonstram que os vegetarianos tem sistemas imunológicos mais fortes que os carnívoros com a tendência mais alta de morrer de problemas cardíacos, e são 40% mais propenso de contrair câncer. No ponto de vista psíquico, a carne aumenta a adrenalina e reduze a serotonina cerebral, no qual aumenta a ansiedade, o stress, a angustia e a insônia. Outros efeitos do consumo de carne e produtos derivados são a diabete, artrite, osteoporose, colesterol, pressão arterial alta, enfartes, obesidade, asma, impotência… e a lista segue.
Ser Vegan é tirar da dieta todos os derivados de proteína animal, enquanto ser Vegetariano é comer os derivados de proteína animal. Conselhos para se tornar Vegan por Pamela Ardenson, uma adita Vegan.
1. Ser Vegan: Pamela assegura que sua dieta Vegan não somente a ajuda a manter-se em forma mas, que também graças a ela conseguiu manter-se sã apesar de padecer de hepatite C.
2. Torne-se Vegan devagar: garante que a mudança a Vegetariano e a vegan deve se fazer com calma eliminando-se pouco a pouco as carnes e logo os produtos derivados de animais, alimentando-se mais de frutas e verduras assim como de proteínas vegetal.
3. Primeiro nutrição e depois exercício: Nada serve passar horas na academia se não estamos nos alimentando devidamente, deve concentrar-se em comer proteína vegetal, depois frutas e verduras e para os snacks frutos secos, amêndoas e sementes.
4. Hidratar-se é clave: Carrega um recipiente de água constantemente, seu corpo necessita manter-se hidratado para ser saudável.
Devido ao grande números de citas feitas por Sábios, Santos e Gênios, comparto estas inspiradoras frases, como de Albert Einstein, pioneiro em tantas coisas, também de frases como as que coloco mais abaixo, seguindo ele mesmo uma dieta vegetariana durante os últimos anos de sua vida, como um despertar! Mas nao é somente Einstein, sendo defensor também do vegetarianismo Sócrates, Pitagoras, Leonardo da Vinci, Tolstoy...
Mais abaixo também, videos relacionados ao vegetarianismo e a essa indústria.

Reflexões e Citas famosas sobre os Animais e a Necrofagia
Albert Einstein
* Eu sou um fervoroso seguidor do vegetarianismo por princípio. Mais que nada por razoes morais e éticas, eu acredito firmemente que uma ordem de vida vegetariana, simplesmente por efeitos físicos, influirá sobre o temperamento do homem de modo que melhorará em muito o destino da humanidade.
* Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as possibilidades de sobrevivência da vida sobre a terra, como a evolução para uma dieta vegetariana.
Albert Schweitzer, premio Nobel da Paz 1952
*Devemos lutar contra o espírito da inconsciência cruel com que tratamos os animais. Os animais sofrem tanto quanto nós. A verdadeira humanidade não nos permite impor tais sofrimentos. É nosso dever fazer todo o mundo reconhecê-lo. ATÉ QUE não estendamos nosso circulo de compaixão a todos os seres viventes, a humanidade não encontrará a paz.
* Quando os animais suportam agonias imagináveis por parte dos homens sem coração, quando existe, tanto maltrato aos animais, ninguém deveria ser indiferente, ninguém deveria permitir, se é que pode impedir-lo, esta dor e este sofrimento. Um homem ético não arranca a folha da árvore nem corta a flor, e é cuidadoso para não matar um inseto ao caminhar.
Alexander von Humboldt
* De matar animais para fazê-lo com pessoas, tem um só passo.
* O comer animais como alimento não está muito longe ser antropofagia e canibalismo. A mesma quantidade de terra que se usa para pastagem e alimentação de gado para alimentar a dez pessoas, se é cultivada com lentilhas, feijões, ervilhas ou alimentos para centenas de gentes… A Bacia do Orinoco(rio em Venezuela) poderia produzir suficiente bananas para alimentar toda a humanidade comodamente.
Alice Walker
* Os animais existem no mundo por suas próprias razoes. Não foram feitos para o ser humano, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem a mulher para o homem.
Arthur Schopenhauer
* Como a compaixão pelos animais está tão intimamente associada com a bondade do caráter, se pode garantir com confiança que quem seja cruel para os animais não pode ser um bom homem.
Annie Besant
* A gente que come carne é responsável de toda a dor que nasce desse feito e que é gerada pela utilização de animais sensíveis como gênero alimento. Não só os horrores do matadouro, mas também os horrores preliminares de transporte em barcos ou navios; toda a fome e sede e a miséria prolongada do medo que estas criaturas infelizes têm que passar para a gratificação do apetite humana (…). Toda dor atua como um registro contra a humanidade e diminui e retarda a totalidade do
crescimento humano.
Benito Juárez
* A proteção aos animais forma parte essencial da moral e da cultura dos povos civilizados.
Bernardin
*A alimentação vegetal não só embelezará e fortalecerá teu corpo, como também fará com tua alma.
Buda
* Ama a todo ser vivente e pacifica seus espíritos deixando de matar e comer animais; Eis aí a verdadeira prova de religiosidade, pois o verdadeiro sábio e homem de Deus não só não matará nem COMERÁ a nenhuma criatura, mas sim que AMARÁ, CONSERVARÁ e POTENCIARÁ a vida em todas as suas manifestações.
Carlos Brandt
*É moral tudo o que tende a melhoria e a preservação da vida e imoral tudo o que piora ou destrói. O homem é o único ser que mata e devora aos seus irmãos apenas por vicio, porque os bichos quando matam fazem por necessidade. A carne é um estimulante para todos os vícios e por isso todos os grandes comedores de carne são tão agressivos e cruéis.
Charles Darwin
* O amor a todas as criaturas vivas é o atributo mais nobre do homem.
*A classificação das formas, funções orgânicas, costumes e dietas demonstram de uma maneira evidente que o alimento normal para o homem é vegetal como os antropóides e os símios e que nossos dentes caninos estão muito menos desenvolvidos que os seus. Não estamos destinados para competir com feras selvagens ou animais carnívoros.
Conde Maurice Maeterlinck
* Comer carne endurece e embrutece o homem e comer frutas o espiritualiza.
* Se algum dia generaliza a crença de que o homem pode parar de comer carne, não só levaria a uma grande revolução econômica mas uma melhoria moral.
Dr. Rajendra Prasad
* A única maneira de escapar a mentalidade que produziu a bomba de hidrogeno, é cultivar o respeito por toda a vida, a vida em todas suas formas, em todas as condições. Este é só outro nome para o Vegetarianismo.
Dr. Charles Richet
* Não; mil vezes não; a alimentação carnívora não é necessária. Todos os feitos o provam assim como o ABC da fisiologia.
Dr. Kellog
*Uma vaca ou uma ovelha que está morta em um campo são consideradas carniça. O mesmo cadáver num açougue se considera comida”.
Dr. Serge Raynaud de la Ferrière
* Os vegetarianos nao constituem campo favorável para a criação de micróbios. Prosseguem o ritmo de sua vida sem experimentar cansaço e a encontram como uma maravilha até seus últimos dias.
* Embora o animal não possua uma alma individual, obedece a uma alma coletiva, o que faz evoluir até o ponto de poder elevar-se em determinado momento para entrar no Reino humano, ao alcançar suficiente grau de evolução. Matá-lo não é só para contrariar a sua evolução, mas também separar uma parte do corpo desta grande alma coletiva que governa a raça animal.
*Mas o fato mais importante é o absorver uma parte do magnetismo que emana as células após a morte do animal (magnetismo que permanece ativo ainda no momento da putrefação) e retém sua força em qualquer temperatura que chegue a ser indispensável para a preparação e o consumo do alimento diário dos necrófagos (comedores de cadáveres). Fica também este magnetismo animal no meio-ambiente saturando o ar, a família, os amigos e os chegados, etc., com uma vibração contrária a sua evolução pessoal.
* É uma grande responsabilidade saber que um pode tornar-se um obstáculo para o bem-estar de seus filhos e sua família; é sinal de um estado de consciência baixa, fazer de sua alimentação diária um crime
e é uma consciência pobre a que não se rebele contra o fato de ter obstáculo ao progresso da espiritualidade Universal.
Diógenes
* Deveríamos comer a carne dos homens assim como se faz com a dos animais.
Elena G. White
* O consumo de carne é antinatural, encurta a vida, aumenta o perigo de contrair qualquer enfermidade dez vezes mais e tende a desenvolver em nos a animalidade. Os maus efeitos de comer carne, não somente são físicos assim como mentais e espirituais: Os que comem carne desatendem as advertências de Deus e debilita a percepção para poder entender as verdades supremas.
Franz Kafka
* Agora posso olhá-los em paz, já não os como. (Parado frente a um aquário)
Gabriela Witek
* Alimentar de carne é especialmente GRAVE ENTRE OS QUE SE Denominam servos de Deus, já que deveriam de purificar-se em todos os aspectos, incluindo seu alimento que deveria estar baseado nas leis amorosas e divinas.
George Bernard Shaw
*Um homem de minha intensidade espiritual não come cadáveres.
*Os animais são meus amigos e eu não como meus amigos. Aos domingo vamos à Igreja e oramos pedindo que a luz ilumine nosso caminho. Estamos cansados de querras, não queremos mais combates, mas,no entanto, nos anti-eliminamos dos cadáveres dos nossos irmãos.
* Enquanto sejamos os túmulos viventes dos animais assassinados, como podemos esperar condições ideais sobre esta terra?
* Somos as tumbas viventes de animais assassinados, sacrificados para satisfazer nossos apetites. Como podemos esperar que este mundo alcance a paz pela qual decidimos estar tão ansiosos?
George Curvier
* A anatomia comparada nos demonstra que o homem é em todos os sentidos como os animais frutívoros e de nenhuma maneira como os animais carnívoros. Ao disfarçar a carne morta com preparações culinárias, você alterar a aparência exterior e a suaviza porque ver carne crua e sangrenta provoca horror e nojo no homem.
George Louis Leclerc (Count Buffon)
*O homem pode viver com apenas consumir vegetais. No entanto, a natureza inteira não é suficiente para satisfazer seu deboche e variedade absurda de seu apetite. O homem por si mesmo consome e devora mais carne do que todos os outros animais juntos e não por da necessidade, mas sim, como uma forma de abuso.
Henry S. Salt
* Em vez disso, sugiro que à medida que o homem se vá “humanizando” verdadeiramente, não pelas escolas de culinária, mas através das escolas de pensamento, deixará o bárbaro hábito de seus antecessores carnívoros e progredirá gradualmente a um sistema alimentar mais puro, mais simples, mais humano e, portanto, mais civilizado.
Ingrid Newkirk
* Os matadouros deveriam estar nos restaurantes e nas lojas de comida. Deveriam ter uma parede de cristal para que a gente pudesse ver aos animais e escolher. “Olhar nos olhos do animal e dizer, Muito bem, cortem o pescoço”.
* “os animais não são nossos como para comer-los, vestir-nos com eles, experimentar com eles, ou usar-los para nosso entretenimento”
Isaac Bashevis Singer
* As pessoas costumam dizer que os animais sempre comeram animais, como se isso fosse uma justificativa para continuar esse costume. Seguindo esta lógica, não deveríamos tentar impedir que alguém mate a outra pessoa, como que também tem feito desde o início dos tempos.
* Ser vegetariano é até certo ponto não concordar com o curso das coisas hoje em dia. Fome mundial, crueldade, desperdício, guerras – devemos fazer uma declaração sobre essas coisas. O vegetarianismo é minha declaração. E eu acho que é muito boa.
* Quando um ser humano assassina a um animal para comer-lo, está esquecendo seu próprio anseio de Justiça. O homem implora misericórdia, mas não está disposto a estendê-la a outros. Por que o homem deve esperar a misericórdia de Deus? É injusto esperar algo que você não está disposto a dar.
Jean Antoine Gleïzès
* É lamentável o comprovar que não só existem pessoas que se fazem chamar civilizadas e matam animais, sim também existe quem os comem.
* Eu não compreendo como se pode ter valor para matar um animal e estômago para comê-lo, matar um animal e comer-lo é cometer um duplo assassinato.
Jean Roberts
* O céu se escurece ante a dor e a morte de tantíssimos animais inocentes que só nossa gula e perversidade fazem sacrificar tão estúpida e desnecessariamente.
Jesus
* Na verdade lhes digo aqueles que participam e contemplam as ganâncias que se obtém ferindo a uma das inocentes criaturas de Deus, não podem ser justos, ainda mais, nem lhes é permitido tocar as coisas sagradas, ou mesmo se aproximar a mesa do Senhor, nem podem ensinar os mistérios do Reino. Por isso digo que aqueles cujas mãos estão manchadas com o sangue, ou cujas bocas estão contaminadas com a carne de criaturas inocentes, não são dignos da vida neste mundo, nem no mundo vindouro. (O evangelho de Essênio da paz)
* Não matará’, pois Deus dá a todos a vida, e o que Deus tem dado não deve o homem arrebatá-lo. Pois, na verdade, lhes digo que de uma mesma mãe procede quanto vive sobre a terra. Portanto, quem mata, mata seu irmão. (…) E a carne dos animais mortos em seu corpo se converterá em seu próprio túmulo. Pois em verdade lhes digo quem mata, se mata a si mesmo, e quem come a carne de animais mortos come o corpo da morte. (O evangelho de Essênio da paz)
* Não matem, nem comam a carne de suas presas inocentes, não seja que vocês convertem em escravos de Satanás. Pois isso é que o caminho dos sofrimentos e conduze à morte. (…) Obedeçam, portanto, as palavras de Deus: “Veja, lhes dei cada erva que tem sementes, sobre a face de toda a terra e toda árvore, em que será o fruto de uma semente que dará a árvore.” “Este será seu alimento”. (O evangelho de Essênio da paz)
*quem mata ao animal sem justa causa, sem que este te ataque, pelo desejo de matar, ou por sua carne, ou porque se oculta, até mesmo por suas presas, malvada é a ação cometida, porque ele mesmo se converte em animal selvagem. E, portanto, seu final deve ser também como o fim dos animais selvagens. (O evangelho de Essênio da paz)
Jeremy Bentham
* A questão não é, podem raciocinar? nem, podem falar?se não, podem sofrer?
Karen Davis
* A decisão que levou milhões de pessoas a parar de comer outros animais não estão enraizada em uma estrita aderência a uma dieta ou um dogma, mas no desejo de eliminar o sofrimento que utilizam animais para a comida produze a seres sensíveis. O propósito dos humanos de alcançar a harmonia, justiça, paz e amor é irônico enquanto continuemos apoiando o sofrimento e a vergonha dos matadouros e as práticas que lhes dão suporte.
* Pode alguém tomar uma criatura semelhante a nós como um artigo de posse, um investimento, um pedaço de carne, um “isso”, sem se degenerar em crueldade para com esta criatura?
Leadbeater
* Que não ama, respeita e proteja a nossos irmãos os animais, é realmente digno de piedade, pois com isso demonstra encontrar-se muito afastado das leis de Deus
Leonardo Da Vinci
* Eu desde pequeno, renunciei o uso da carne. Chegará um tempo em que os seres humanos se contentarão com uma alimentação vegetal e se considerará a matança de um animal como um crime, igual que o assassinato de um ser humano.
* Verdadeiramente o homem é o rei das feras, pois sua brutalidade sobre passa daquelas. Vivemos pela morte de outros: Todos somos cemitérios!
León Tolstoy
* Se um homem sinceramente aspira viver uma vida mais amorosa e espiritual, sua primeira decisão deveria ser a de abster-se de matar e comer animais.
* O movimento vegetariano deve encher de alegria as almas daqueles que têm no coração a realização do Reino de Deus na terra.
* Por matar animais para a alimentação, o homem suprime desnecessariamente sua grande capacidade espiritual, aquela de simpatia e piedade para criaturas vivas como ele mesmo, e por violar seus próprios sentimentos, torna-se cruel.
Mahatma Gandhi
* Eu sinto que o progresso espiritual exigir-nos que deixemos de matar e comer a nossos irmãos, criaturas de Deus e apenas para satisfazer nossos pervertidos e sensuais apetites. A supremacia do homem sobre o animal deveria de demonstrar-se não só nos envergonhando do bárbaro costume de matá-los e devorá-los mas cuidá-los, protegendo-os e amando-os. Não comer carne constitui sem a menor dúvida uma grande ajuda para a evolução e paz do nosso espírito.
*Se alguém dissesse que vou morrer se não como caldo de carne ou carne de cordeiro incluso por conselho médico, preferiria morrer. Essa é à base de meu vegetarianismo. Para mim isso foi um grande descobrimento em minha busca da verdade.
* Um pais, uma civilização se pode julgar pela forma em que trata a seus animais.
* Do exame do corpo humano se deduz que o homem está condicionado pela Natureza para alimentar-se somente de vegetais. Existe a maior afinidade entre os órgãos do corpo humano e dos animais que se alimentam de frutos. O macaco, por exemplo, é muito similar ao homem quanto à forma e estrutura, e é um animal que se alimenta de frutos.
* Não considero necessário que o homem coma carne em nenhum lugar e em nenhum clima nos quais possa viver de ordinário um ser humano. Sustento que comer carne é inadequado para nossa espécie.
*A dieta de frutas resulto o mais conveniente. Praticamente não cozinhávamos nada, posto que o que comíamos, geralmente, era amendoim, bananas, dátiles, limas e azeite de oliva. Nos cinco anos que fiz essa dieta nunca me senti débil e nunca adoeci. Também durante esse período meu corpo funcionou a sua máxima capacidade, tanto que um dia caminhei mais de 80 quilômetros, quando o habitual em mim eram 60 quilômetros em um dia.
Michel de Montaigne
* Eu nunca fui capaz de ver sem desgosto que um animal inocente e indefeso é perseguido, sacrificado e engolido
Miguel de Cervantes
* A alimentação dos homens superiores é a de frutas e raízes cruas.
Milan Kundera
* A verdadeira
prova moral da humanidade, sua prova fundamental, consiste na sua atitude para com aqueles que estão à sua mercê: os animais. E quanto a este respeito a humanidade sofreu um fracasso fundamental, um fracasso tão fundamental que todos os demais resultam deste.
Norm Phelps
* A compaixão para com o sofrimento dos outros não é debilidade. O atuar por compaixão quando os que te rodeiam não o fazem, toma mais valor e força de caráter que o seguir junto com a crueldade de todos os demais homens.
Norman Cousins
* Nada é mais poderoso que um individuo atuando por consciência e, portanto ajudando a trazer consciência coletiva a vida.
Ovidio
* Passem por alto, OH mortais, danificar seu corpo com tão ímpio alimento!
Paul Chance
* A única coisa que distingue aos seres humanos do resto de seres vivos é que é a única criatura sobre a terra que tenta demonstrar que é diferente do resto das espécies e também superior a eles.
Pitágoras
* No molhe nunca teu pão nem no sangue nem nas lágrimas de teus irmãos. Uma dieta vegetariana nos proporciona energia pacífica e amorosa e não somente a nosso corpo, mas principalmente a nosso espírito. Enquanto os homens continuem massacrando e devorando aos seus irmãos os animais, reinará na Terra a guerra e o sofrimento e se matarão uns aos outros, pois aquele que semeia a dor e a morte não poderá colher nem a alegria, nem a paz nem o amor.
Plutarco
* Dizem que as feras são cruéis, mas vocês são muito mais, porque enquanto eles matam e devoram por necessidade, vocês o fazem somente por vicio.
* Por um pedacinho de bocado de carne, privamos a uma alma do sol e a lua, e daquela proporção de vida e tempo que nasceram para desfrutar.
* Cuidado com nossa selvagem desumanidade! É algo terrível ver as mesas dos ricos servida com essa quantidade de cadáveres.
Porfirio
* Mesmo que todos os lobos e abutres da terra se uniram para convencer-me das vantagens da carne, não por isso deixaria de ver-lo como um crime.
Rabindranath Tagore
* Somos capazes de tragar carne só porque não pensamos no cruel e pecaminoso dessa ação.
Ramatis
*Hão ultrapassados os prazos espirituais dessa alimentação tão cruel e mórbida, pois seu sistema de alimento é um desvio psíquico e a perversão do gosto e o olfato que os animaliza. Inutilmente tratarão de justificar sua bárbara e sangrenta alimentação TOTALMENTE INJUSTIFICÁVEL A QUALQUER ser que aspire a viver uma vida verdadeiramente Cristiana baseada NA PAZ, a PUREZA E o AMOR. Todo ser que possa distinguir o bem do mal forçadamente deveria de compreender o aberrante equivoco das sangrentas matanças e ainda que com a boca faminta de amor, suas perversões alimentícias lhe delatarão e em realidade será um delinqüente diante das leis de Deus, pois uma alma realmente Cristiana e amorosa repudiará a morte de qualquer ser e mais ainda devorá-lo, porque saberá que é seu sagrado dever ajudar, amar e proteger desde a humilde florzinha que adorna o caminho até o precioso, doce e pacifico cordeiro, e o que ainda não queira ver assim e por muito evangelizado que se crê não deixará de ser um perturbador da ordem espiritual e indicará com toda segurança que está ainda muito longe dos objetivos do criador. Ainda que não caiba a menor duvida que ante os olhos de Deus valha mais um carnívoro evangelizado que um vegetariano anticristo, uma alma realmente evangelizada e amorosa lhe repugnará tão só a ideia de manchar suas mãos e seu estomago com o sangue e o do sofrimento de seus irmãos inferiores.
Ralph Waldo Emerson
* Não esqueça que por mais longínquo e escondido que esteja o matadouro, você que come cerne sempre será seu cúmplice.
Romain Rolland
* Para aqueles cuja mente é livre, o sofrimento dos animais é ainda mais intolerável que o sofrimento das pessoas. Porque com este último se admite que o sofrimento é maldade e que a pessoa que o provoca é um criminoso. Mas milhares de animais são sacrificados inutilmente todos os dias sem uma sombra de remorso. Se alguém levanta esta questão, é tratado como ridículo. E isso é o crime imperdoável. Que só é válida a justificativa de que as pessoas podem sofrer. Isso clama por vingança contra a raça humana.
Rousseau
* Os criminosos, lutadores e malfeitores acostumam tendem a comer abundante carne para endurecer sua consciência e ser mais eficiente em suas nefastas ações.
* Uma prova que o sabor da carne não é para o paladar humano é a indiferença das crianças para esse alimento e a preferência que tendem pelos vegetais. É de suma importância não viciar este primitivo paladar das crianças.
Santo Agostinho
*A carne é o alimento das feras e o homem quando a come, piora todos os seus vícios.
São Clemente
* O HOMEM VULGAR vive PARA COMER, MAS O SÁBIO COME PARA VIVER. Os sacrifícios dos animais aos deuses foram inventados por homens como um macabro pretexto para comer sua carne.
São Basílio
* A alimentação carnívora obscurece a luz do Espírito. DIFICILMENTE poderemos ARGUMENTAR QUE amamos a virtude, com nossas mãos e estômagos manchados com sangue inocente de nossos irmãos os animais.
São Francisco de Assis
* Como podem assassinar e devorar impiedosamente a essas adoráveis criaturas que mansa e amorosamente nos oferecem sua ajuda, amizade e companhia?
São Joao Crisóstomo
* Imitamos aos lobos e leopardos, e somos piores do que eles, porque Deus nos honrou com a fala e equidade. Nós nos tornamos piores que feras selvagens.
Sai
* Quatro tipos de almas se manifestam nos corpos humanos: angelicais, sempre realizam atos divinos; humanas, observam e controlam seus instintos e paixões; animais, se deixam guiar pelos instintos e paixões; demoníacas, são os que comem carne e bebem álcool.
Sathya Sai Baba
* A comida não vegetariana não só afeta o corpo do homem, mas sim também tem efeitos nocivos sobre a mente. É cruel matar animais inocentes para encher nossos estômagos. Deus está em cada criatura, portanto, como podem causar semelhante dor? Os animais não vieram com o propósito de fornecer alimentos para os seres humanos, mas para realizar suas próprias vidas no mundo. Ao consumir carne desenvolvemos doenças e mentalidades bestiais.
Thomas Edison
* A não-violência leva à ética mais elevada, que é a meta de toda evolução. Até que deixemos de danificar a outros seres vivos, seremos ainda selvagens.
Teófilo
* Purifiquem seus desejos, hábitos e costumes, tanto quanto seja possível e evitem tudo o que possa lhes produzir vibrações negativas, dominando suas inclinações materiais. Sua dieta deveria ser baseada em frutas e verduras e excluindo todo alimento animal, se de verdade deseja ser instrumentos do alto, porque quando comem carne estão relacionando com as vibrações desse animal e ainda que pensem que não notam a diferença, no entanto, estas vibrações sempre serão TRASTORNANTES e têm mais importância do que podem imaginar especialmente a nível espiritual.
Wilhem Busch
* Só haverá a uma verdadeira cultura humana, quando não só o comer humanos, sim todo tipo de consumo de carnes se considere canibalismo.
Thoreau
* Não tenho duvida de que é parte do destino da raça humana, ao longo de seu gradual progresso, abandonará a ingestão de animais, tal como as tribos selvagens deixaram de comer-se mutuamente quando entraram em contato com a civilização.
Voltaire
*É inacreditável e vergonhoso que nem predicadores nem moralista não elevam levantar sua voz contra o bárbaro costume de assassinar animais além de comê-los.

Videos sobre o Vegetarianismo e a Indústria da Carne

Tem gente que não é capaz de ver esses videos onde mostra nada mais que a Realidade dessa indústria de alta produtividade e lucro, e continua a comer a carne, é mais fácil fechar os olhos e seguir na mentira desse Sistema que já vem preparado, então seja mais um em ter uma atitude correta mesmo que seja particular e silenciosa, tem que vir de dentro da alma, diga não a essa indústria que despreza que SOMOS UM!
O Mundo Vegetariano(The Vegetarian World)– Apresentado e narrado por William Shatner(jornada nas Estrelas) Documentário do inicio da década de 80. Uma visão geral da historia e das praticas do vegetarianismo pelo mundo.
Parede de Vidro(Glass Wall) – Video com Narração de Paul McCarteney, onde mostra com transparência essa indústria.
A Carne é Fraca – Um documentário feito pelo instituto Nina Rosa, que mostra o malefício da indústria animal sobre o planeta, o meio ambiente, principalmente para o Brasil que está produzindo em larga escala, mostrando cenas da falta de compaixão humana pelos animais e desprezo pela vida.
Tudo isso se deve ao grande consumo, a produçao industrializada, que faz por exemplo que uma galinha presa em gaiola(sem a luz do dia) produza muitos mais ovos do que deve produzir, através de hormonios e outros medicamentos para que se mantenha viva; oque seria uma media de 4 duzias de ovos ao ano para uma galinha criada solta, essas produzem 22 duzias de ovos ao ano sendo que vivem 2 anos enquanto a caipira pode viver até 10 anos, o problema maior é a PÉSSIMA qualidade desse alimento envenenado para a produçao em grande escala. Assista ao video porque ignoramos oque está por trás das criações dos animais. Comer muita carne é isso, e o Brasil é uns dos maiores produtores, contamina e destrui a natureza e viva a exportação.
Terráqueos(Earthlings) – O filme mostra como funcionam as fazendas industriais e relata a dependência da humanidade sobre os animais para obter alimentação, vestuário e diversão, além do uso em experimentos científicos.
Anúncios

6 respostas em “Reflexões sobre Comer Carne

  1. Sem Caridade não a salvação e os animais merecem nossa Caridade.

    1)O espírito se reencarna no mundo Terra para evoluir moralmente e intelectualmente, pela pratica sincera do Bem e das Virtudes, ele tem que combater as suas imperfeições morais para poder crescer espiritualmente, esse é o nosso Dever, lutar para Evoluir.
    Temos que combater os maus pensamentos, vícios, maus desejos, maus hábitos, temos que cultivar valores morais positivos, sem isso ninguém consegue evoluir espiritualmente.
    O Mestre Kardec e o Mestre Luiz de Mattos explanam em suas Obras que o objetivo primordial do Espiritismo é a melhoria moral do ser humano.
    Perguntamos, qual melhoria moral e espiritual uma pessoa vai ter em usar charutos, cachaça, despachos e sacrificar animais inocentes???
    Existe melhoria moral e espiritual nisso???
    A nosso melhoria moral e espiritual esta na conduta reta, na pratica do Bem, do Amor, da Caridade, da Honestidade, da Fraternidade, do Respeito, da Disciplina, da elevação dos pensamentos, ser educado, ser cordial, ser trabalhador, ajudar os necessitados, amar e respeitar os animais, combater os vícios e maus pensamentos, ser humilde, dar uma palavra amiga para uma pessoa que esta em desespero, isso é EVOLUÇÃO espiritual, isso é respeito pelo ser humano.
    Ficar matando ( sacrificando) pobres animais é um grave erro, qual melhoria moral e espiritual vamos ter com isso???????

    2)Essa questão de que os espíritos desencarnados precisam de energia para se comunicar e eles vão absorver nos médiuns, é algo estranho tem cheiro de mistificação.
    Os Espiritos Superiores ou Espiritos Elevados ( espíritos de Luz ) não precisam dos encarnados, somos nós que precisamos deles, seres superiores não precisam de seres atrasados.
    Quem precisa dos encarnados são os espíritos inferiores ainda apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos, eles vão absorver os fluidos vitais ( energia anímica ) das pessoas para saciarem seus desejos inferiores, as pessoas que trabalham nesses centros de macumbas são vampirizados por espíritos ociosos e viciosos do plano astral.
    Um Espirito Superior pedindo cachaça, cigarros, charutos, despachos e sangue de animais, isso é um absurdo, não tem base moral e nem racional.
    Só devemos aceitar um ensinamento dado pelos espíritos desencarnados, quando ele for eminentemente Racional e Moral, não devemos aceitar nada passivamente.
    Os espíritos elevados não possuem necessidades matérias, eles estão moralmente depurados, eles são seres luminosos e virtuosos, seres evoluídos, sem apego a coisas matérias.

    Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre essa questão.
    Para espíritos de luz, ou seja, espíritos superiores e puros, não existem necessidades materiais. Os espíritos que trabalham nos terreiros, em sua grande maioria, são aqueles que ainda guardam grandes necessidades das sensações terrenas e por isso usam os médiuns para absorvelas; quando não têm, fazem-no através dos despachos. São, na classificação da Doutrina Espírita, chamados de espíritos mais simples. É claro que existem aqueles outros que, mesmo tendo condição moral mais elevada,
    manifestam-se nos terreiros de Umbanda, guardando os procedimentos ali adotados.

    Chico Xavier fala, que os Espiritos de Luz não possuem necessidades matérias.
    Perguntamos, Chico Xavier é um ignorante???????????

    Quem precisa dessas coisas são espíritos inferiores e obsessores.

    Vejamos o que Ramatis fala sobre o assunto.

    PERGUNTA: – Podeis nos explicar de que modo os espíritos das trevas conseguem satisfazer os seus desejos viciosos ou renovar suas sensações carnais obsidiando os encarnados?
    RAMATÍS: – Os espíritos malfeitores, desencarnados, devido a lhes faltar o corpo físico, vivem sempre acicatados pelos desejos inferiores da matéria, os quais não podem ser saciados no mundo astral. Então procuram saciar-se de seus vícios e desregramentos buscando apoderar-se de criaturas desprotegidas, a fim de transformarem-nas em verdadeiras “pontes vivas” e assim conseguirem o meio de se fartar nos seus desejos mórbidos e desregrados. Através de processos e ciladas diabólicas, eles esgotam a vitalidade das infelizes criaturas que imprudentemente lhes caem sob o jugo satânico.
    São almas tenazes em seus objetivos torpes, que se debruçam incessantemente sobre o mundo da carne à procura de vítimas passivas e desleixadas, nas quais se apóiam para realizar os seus intentos malfazejos e usufruírem a volúpia das paixões pervertidas. A energia do mundo astral é vigoroso multiplicador da freqüência vibratória do perispírito liberto da carne; por isso, enquanto as almas elevadas centuplicam suas emoções dignas e mais se elevam aos planos angélicos, os espíritos inferiores sentem os seus desejos torpes ainda mais superexcitados pois, devido à lei vibratória de que os “semelhantes atraem os semelhantes”, suas paixões também recrudescem em contato com as energias sensuais detestáveis.
    Sentindo-se exacerbados em suas emoções degradantes, e impotentes para usufruírem as sensações que lhes eram os únicos prazeres na carne, os espíritos desregrados vêem-se obrigados a sintonizar o seu perispírito com o perispírito dos encarnados que porventura vibrem docilmente às suas sugestões e desejos viciosos. Através dessa simbiose subversiva, conseguem captar as sensações pervertidas dos encarnados, e então os corpos carnais dos terrícolas se transformam em condensadores vivos, que atendem à consumação dos desejos dos obsessores.
    Os pilotos das grandes aeronaves sabem que a harmonia do seu vôo depende fundamentalmente da sincronização de todos os motores num só diapasão de velocidade; sob a mesma lei, duas locomotivas que operem conjugadas, em exaustiva subida, também hão de lograr sucesso tanto quanto seja a perfeição do ajuste sincrônico das forças empregadas por ambas. Essa lei de correspondência vibratória e equilíbrio energético ainda age com mais sutilidade nas relações entre o mundo astral e o físico, facilitando que os espíritos viciados se conjuguem sincronicamente aos perispíritos dos encarnados, a fim de praticarem suas torpezas e saciarem seus apetites inferiores.
    PERGUNTA: – Qual a significação mais exata dessa denominação de “repastos vivos” que já tendes dado por vezes àqueles que são vítimas dos espíritos maldosos do astral inferior?
    RAMATÍS: – Desde que a idéia de “repasto vivo” lembra refeição, é indubitável que estamos nos referindo às tristes condições de muitos encarnados que imprudentemente se transformam em verdadeiras refeições vivas para os desencarnados insaciáveis de sensações devassas e que, além de lhes exaurirem todas as energias vitais, enfraquecem-lhes a vontade e os tornam cada vez mais viciados aos desejos torpes do Além. Aqueles que não se decidem a modificar sua conduta desregrada na vida humana não tardam em se transformar na abjeta condição de prolongamentos vivos da mórbida vontade dos espíritos pervertidos. Depois de perderem o controle de si mesmos e apresentarem estranhas enfermidades que provocam diagnósticos sentenciosos da medicina terrena, passam a viver excitados e aflitos, incessantemente acionados pelos seus “donos” do Além, que chegam a evitar-lhes qualquer aproximação amiga ou ensejo redentor.
    É de regra e técnica muito comum, entre os obsessores sabidos, do astral, cercarem os seus “repastos vivos” de cuidados especiais a fim de que se afastem de pessoas, ambientes, leituras, doutrinas, palestras ou filmes educativos que possam lhes despertar a consciência adormecida na hipnose maquiavélica e mostrar-lhes a sua escravidão ao vício. O processo sutilíssimo, que os espíritos das sombras desenvolvem felinamente em torno de suas vítimas, é muito difícil de ser percebido por aqueles que lhes caíram nas malhas sedutoras.
    PERGUNTA: – Poderíeis nos esclarecer melhor, a esse respeito?
    RAMATÍS: – No estado em que se encontra atualmente a civilização terrena, ainda são raras as criaturas que não possuem qualquer válvula capaz de abrir-lhes a intimidade do espírito à infiltração dos malfeitores do astral inferior. Variam as debilidades humanas de conformidade com as criaturas e suas realizações; os homens Íntegros em seus negócios e labores cotidianos podem ser vulneráveis à cólera ou à irritação; aqueles que são pacíficos e acomodados podem se desgastar pelo ciúme, sofrerem pelo amor-próprio ferido ou se intoxicarem pelas ingratidões;alguns, quando frustrados nos, seus ideais ou vítimas das discussões domésticas ou das decepções amorosas, buscam no álcool a sua compensação doentia, enquanto outros, radiantes de júbilo pela vida fácil, vivem corroídos pelo remorso da fortuna desonesta. Mesmo as criaturas mais sensatas e mais justas muitas vezes só podem ajustar as suas idéias e acalmar seus nervos ou impaciência devorando dezenas de cigarros e formulando assim inconsciente convite a algum outro viciado sem corpo, do Além.
    Não podemos enumerar toda a série de contradições, vícios, frustrações, defeitos ou emoções descontroladas que podem servir de motivos básicos ou de válvulas emotivas que auxiliam o êxito das operações obsessoras empreendidas pelos espíritos das trevas, graças à invigilância dos encarnados.
    Os desencarnados que ardem em desejos pelo álcool não perdem o seu tempo, operando sobre o encarnado que é abstêmio alcoólico, por saberem que perderão os seus esforços e não conseguirão levá-lo ao alcoolismo. Preferem, pois, encontrar criaturas afeitas ao álcool ou já debilitadas por outras paixões perigosas, a fim de levá-las ao desregramento por caminhos indiretos. Da mesma forma procedem os espíritos que eram fumantes inveterados e que se alucinam no Espaço pela falta do cigarro.
    A Vida Além da Sepultura – Editora do Conhecimento
    Para resumir, os encarnados viciados na bebida e no fumo são prolongamentos vivos para os espíritos inferiores.
    A Umbanda Branca e Sagrada também repele essas coisas, existe muitos umbandistas que são pessoas corretas, honestas, inteligentes, caridosas, e se afastam dessas praticas viciosas.
    As minhas colocações são para analisar idéias, princípios e praticas, eu não estou criticando pessoas.

    3) Vejamos o grave alerta de Ramatis.
    Em verdade, o principal objetivo de “Magia de Redenção” é advertir aos terrícolas, quanto à sua tremenda responsabilidade espiritual pelo derrame de sangue de animais e aves através de matadouros, frigoríficos, charqueadas e açougues, cuja barbárie “civilizada” gera cruciante carma humano e torna-se a principal fonte de infelicidade terrena. Enquanto sangue do irmão menor verter tão cruelmente na face da terra, os espíritos desencarnados também terão farto fornecimento de “tônus vital” para a prática nefanda do vampirismo, obsessão e feitiçaria. Sob a justiça implacável da Lei do Carma, a quantidade de sangue vertida pelos animais e aves, resulta, pela ação reflexa, em igual quantidade de sangue humano jorrado fratricidamente nos morticínios das guerras e guerrilhas! Cada matadouro construído no mundo proporciona a encarnação de um “Hitler” ou “Átila”, verdadeiros flagelos, semeadores de sofrimento da humanidade, como executores inconscientes da lei cármica, – a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória! Jamais a guerra será eliminada da face da terra, enquanto explorardes a “indústria da morte” mediante esses abomináveis matadouros e frigoríficos de aves e animais, pois estes, como os homens, são filhos do mesmo Deus e criados para a mesma felicidade. A Divindade não seria tão estuta e injusta, permitindo que o homem dito racional seja feliz enquanto massacrar o irmão menor, indefeso e serviçal, pois ele também sente!
    Ademais, os espíritos diabólicos que obsidiam, vampirizam e enfeitiçam, são os irmãos desencarnados ainda escravos da ignomínia do carnivorismo, tal qual fazeis atualmente. Em verdade, é bem diminuta a diferença entre os vampiros desencarnados, que se satisfazem com o sangue cru, e os vampiros encarnados, que preferem come-lo ou bate-lo até transforma-lo em chouriço de rótulo dourado! Infeliz humanidade terrena, ainda escrava de um círculo vicioso, em que os “vivos” dotados de razão trucidam os “vivos” irracionais para beber-lhes o sangue e devorar-lhes as carnes; e então, depois, enfrentam o cruciante sofrimento de verem os filhos ou parentes para o massacre organizado dos campos de batalhas! Estadistas, filósofos, psicólogos, sacerdotes, lideres espiritualistas e governos tem gasto toneladas de papel e rios de tinta em congressos, campanhas, empreendimentos e confraternizações para implantarem a paz do mundo e festejando tais congraçamentos com banquetes de vísceras sangrentas de aves e de animais, cujo sangue vertido é exatamente a causa da infelicidade das guerras! A Divindade jamais poderia rebaixar o seu espírito de justiça e de amor por todos os seres, concedendo a paz e a ventura ao homem racional, que firma a sua existência sobre os escombros sangrentos do irmão menor!
    Convertem-se os terrícolas em escravos do mundo oculto ao servir de “repastos vivos” dos espíritos tenebrosos, vinculados às paixões mais aviltantes! Por isso, o enfeitiçamento e a obsessão alastram-se no vosso mundo, nutridos pelo sangue derramado das aves, dos animais e dos próprios homens massacrados carmicamente nas guerras abomináveis! Jorra o sangue nos pisos dos matadouros e aviários modernos sob os gemidos cruciantes dos animais e aves indefesos; mas jorrará também o sangue humano nas ruas, praças, lares e campos floridos sob a lei de causa e efeito do Carma!
    Ramatis.
    Ramatis explica muito bem essa questão de matar ou sacrificar pobres animais, isso vai gerar o Karma das guerras, os animais são nossos irmãos menores na escala evolutiva.
    Ramatis explica: Em verdade, o principal objetivo de “Magia de Redenção” é advertir aos terrícolas, quanto à sua tremenda responsabilidade espiritual pelo derrame de sangue de animais e aves através de matadouros, frigoríficos, charqueadas e açougues, cuja barbárie “civilizada” gera cruciante carma humano e torna-se a principal fonte de infelicidade terrena.
    Uma outra questão importante.
    Os espíritos de Luz ou espíritos elevados não precisam de coisas matérias, eles estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados, portanto, quem pede essas coisas matérias como, charutos, cigarros, velas, cachaça, despachos, sacrifícios de inocentes animais, são espíritos desencarnados ainda apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos e obsessores, cuidado!
    Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre essa questão.
    Para espíritos de luz, ou seja, espíritos superiores e puros, não existem necessidades materiais. Os espíritos que trabalham nos terreiros, em sua grande maioria, são aqueles que ainda guardam grandes necessidades das sensações terrenas e por isso usam os médiuns para absorvelas; quando não têm, fazem-no através dos despachos. São, na classificação da Doutrina Espírita, chamados de espíritos mais simples. É claro que existem aqueles outros que, mesmo tendo condição moral mais elevada,
    manifestam-se nos terreiros de Umbanda, guardando os procedimentos ali adotados.

    Chico Xavier fala, que os Espiritos de Luz não possuem necessidades matérias.
    Os espíritos elevados e os bons espíritos jamais vão pedir coisas matérias como, charutos, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, somente espíritos apegados a matéria é que pede tais absurdos.
    Os animais merecem o nosso respeito.
    Para atrair a assistência luminosa dos espíritos elevados temos que criar condições morais positivas, cultivar pensamentos elevados e nobres, cultivar a prece sincera, cultivar o amor e a caridade, cultivar a honestidade, cultivar a humildade, cultivar o respeito pelos animais, temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os vícios, combater os maus desejos e maus hábitos, dessa forma a pessoa entra em sintonia com os Espiritos Superiores e passa a ter as orientações desses espíritos luminosos.
    O Bem vai atrair o Bem.
    A Virtude vai atrair a virtude.
    O mal vai atrair o mal.
    O vicio vai atrair o vicio.
    Tudo é uma questão de sintonia ou afinidade moral.
    Nesses ambientes que predomina o uso de charutos, cigarros, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, o campo vibratório é baixo e denso, as pessoas que estão nesses ambientes só tratam de assuntos matérias vulgares, assuntos sem elevação moral, assuntos como volta da pessoa amada, melhoria nos negócios, ter um bom emprego, ganhar dinheiro, sorte com as mulheres e os trabalhos para prejudicar os desafetos.
    Tais assuntos vão atrair pela sintonia vibratória dos pensamentos os espíritos desencarnados que estão apegados a matéria, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, debochados, embusteiros e obsessores.
    Os espíritos elevados só tratam de assuntos nobres e importantes para nossa melhoria Moral e espiritual, eles pregam o Amor, a caridade, a honestidade, a educação, a disciplina, a elevação dos pensamentos, o respeito pelos animais, o desinteresse, os espíritos elevados são virtuosos em seus ensinamentos.
    Os espíritos elevados pregam as Virtudes e a elevação Moral.

    4) Como reconhecer a elevação dos espiritos desencarnados???

    Vamos conhecer a elevação dos espiritos pela sua Linguagem e pelos seus ensinamentos.

    Vejamos as palavras do Mestre Allan Kardec.

    a)Julgamos os Espíritos, já o dissemos, pela linguagem, como julgamos os homens. Suponhamos que um homem receba vinte cartas de pessoas que não conhece. Pelo estilo, pelas idéias, por numerosos indícios julgará quais são as instruídas e quais as ignorantes, educadas ou sem educação, profundas, frívolas, orgulhosas, sérias, levianas, sentimentais etc. Acontece o mesmo com os Espíritos. Devem considerá-los como correspondentes que nunca vimos e perguntar o que pensaríamos da cultura e do caráter de um homem que dissesse ou escrevesse aquelas coisas. Podemos tomar como regra invariável e sem exceção que a linguagem dos Espíritos corresponde sempre ao seu grau de elevação.
    Os Espíritos realmente superiores não se limitam apenas a dizer boas coisas, mas as dizem em termos que excluem absolutamente qualquer trivialidade. Por melhores que sejam essas coisas, se forem manchadas por única expressão de baixeza temos um sinal indubitável de inferioridade. E com mais forte razão se o conjunto da comunicação ferir as conveniências por sua grosseria. A linguagem revela sempre a sua origem, seja pelo pensamento ou pela forma. Assim, mesmo que um Espírito quisesse enganar-nos com a sua pretensa superioridade, bastaria conversamos algum tempo com ele para o julgarmos.
    A bondade e a afabilidade são também atributos essenciais dos Espíritos depurados. Eles não alimentam ódio nem para com os homens nem para com os demais Espíritos. Lamentam as fraquezas e criticam os erros, mas sempre com moderação, sem amarguras nem animosidades. Se admitirmos que os Espíritos verdadeiramente bons só podem querer o bem e dizer boas coisas, concluiremos que tudo o que, na linguagem dos Espíritos, denote falta de bondade e afabilidade não pode provir de um Espírito bom.

    b)Admitido que os Espíritos bons só podem dizer e fazer o bem, tudo o que é mau não pode provir de um Espírito bom.
    A linguagem dos Espíritos superiores é sempre digna, elevada, nobre, sem qualquer mistura de trivialidade. Eles dizem tudo com simplicidade e modéstia, nunca se vangloriam, não fazem jamais exibição do seu saber nem de sua posição entre os demais. A linguagem dos Espíritos inferiores ou vulgares é sempre algum reflexo das paixões humanas. Toda expressão que revele baixeza, auto-suficiência, arrogância, fanfarronice, mordacidade é sinal característico de inferioridade. E de mistificação, se o Espírito se apresenta com um nome respeitável e venerado.
    Não devemos julgar os Espíritos pelo aspecto formal e a correção do seu estilo, mas sondar-lhes o íntimo, analisar suas palavras, pesá-las friamente, maduramente e sem prevenção. Toda falta de lógica, de razão e de prudência não pode deixar dúvida quanto à sua origem, qualquer que seja o nome de que o Espírito se enfeite.

    c) Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. A linguagem dos Espíritos superiores é constantemente digna, nobre, repleta da mais alta moralidade, livre de toda paixão inferior; seus conselhos exaltam a sabedoria mais pura e sempre têm por objetivo nosso aperfeiçoamento e o bem da humanidade. A linguagem dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, muitas vezes banal e até mesmo grosseira; se por vezes dizem coisas boas e verdadeiras, dizem na maioria das vezes coisas falsas e absurdas por malícia ou por ignorância. Zombam da credulidade e se divertem à custa daqueles que os interrogam ao incentivar a vaidade, alimentando seus desejos com falsas esperanças. Em resumo, as comunicações sérias, no verdadeiro sentido da palavra, apenas acontecem nos centros sérios, cujos membros estão unidos por uma íntima comunhão de pensamentos, visando ao bem.

    É meus amigos devemos estudar as obras do Mestre Kardec.
    Vamos reconhecer a elevação dos espíritos desencarnados pela sua Linguagem e pelos seus ensinamentos.
    Os Espíritos de Luz ou Espíritos Elevados possuem sempre uma Linguagem moralmente limpa e elevada.
    Os Espíritos Elevados possuem uma Linguagem pura, digna, nobre, lógica, isenta de vulgaridades e expressões grosseiras, sua Linguagem é sempre Moralizadora incentivando as pessoas a seguirem o Caminho do Bem e das Virtudes.
    Os espíritos inferiores possuem uma Linguagem moralmente pesada e grosseira, sua linguagem reflete as paixões e vícios humanos, como, o ódio, a revolta, o rancor, o medo, o fanatismo, desejos de vingança, apego aos vícios de beber e fumar e outros vícios como a gula, o jogo e as drogas, esses espíritos inferiores estão na atmosfera terrena tentando viver entre os encarnados.
    Os encarnados que possuem maus pensamentos, maus desejos, vícios, e tem uma vontade fraca, são os mais visados por esses espíritos inferiores e obsessores da atmosfera terrena, eles procuram intuir ou inspirar maus pensamentos e vícios na mente das pessoas.
    Para afastar esses maus espíritos, temos que cultivar uma vida terrena digna, correta, honesta, com pensamentos elevados e positivos e procurar sempre combater os maus pensamentos, os maus desejos, os vícios.
    A nossa Conduta Moral tem que ser Reta no Cristo.
    Dessa forma os maus espíritos não conseguem se sintonizar com a nossa mente estamos vibrando em outra faixa, a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa, conforme a sua forma de pensar, sentir e agir.
    Tudo depende dos nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.

    5) Uma outra questão muito importante.
    Toda comunicação dada pelos espiritos desencarnados, tem que passar pelo crivo severo da Razão e da Lógica para poder ser aceito.
    Qualquer ofensa a Razão, a lógica e a moral elevada, deve ser rigorosamente rejeitado, seja qual for o nome dado pelo espírito comunicante.
    Existe muitos espiritos embusteiros, mentirosos, hipócritas e mistificadores no mundo espiritual, devemos tomar muito cuidado.

  2. Adorei seu texto❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤maravilhoso! So tem uma coisa que não concordei foi quando li no texto dizendo que vegetarianos consomem os derivados dos animais, me desculpa mas essa afirmação não é verdadeira, porque parar de comer cadaveres de animais e consumir os derivados dele é a mesma coisa ou pior porque quem ama todos os animais e a natureza não come a carne e nem os derivados, pois o sofrimento é maior, pois estrupa a vaca para ficar prenha para ter leite sempre para ser comercializado pelos fazendeiros egoístas e ganânciosos, eles não estão nem aí com o sofrimento de outra espécie, mas o bolso dele, e se alguém diz ser vegetariano ( a) mas come queijo, leite, ovos..esse alguém está se enganando, vegetariano so come vegetais, eu sou vegetariana não como nada que são de animais e estou em trancisão para o veganismo, porque não quero participar de nenhum sofrimentos dos animais e nem quero fazer parte da esploração deles. Estou procurando marcas que não testa em animais… Adorei seu texto, continue assim, vamos ser a voz daqueles que não sabe falar e é inosente.😘😘😘😘😘😘😘😘❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤💎

  3. Bom dia, So é vegetariano aquele que so come vegetais, raízes, sementes, frutos…quem deixou de comer cadaveres de animais, mas ainda consomem os derivados não é vegetariano, essa pessoa se engana consigo mesma, por que qual a difer és nça de parar de consumi cadaverez de animais e consumir os derivados? Maravilhoso esse texto, so não concordo na parte que diz que o vegetariano consomem os derivados desculpa mas isso não é verdade! Tanto comer a carne deles quanto consumir os derivados e produtos de alguma marcas tras medo, sofrimento e morte aos animais, por isso estou em transição para o veganismo, amei pra mim é um texto bem imformativo❤❤❤❤❤❤ parabêns!👋👋👋👋👋👋👋👋👋👋beijos!😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s