Energia Prānica – Utilize essa energia gratuita

O prana é energia, a energia vital em nós, a vida em nós. Esta vida se manifesta em si mesma, pelo que ao corpo físico concerne como o alento que entra e sai. São dois extremos opostos. Os consideramos como um só. Dizemos, “respiração”, mas a respiração tem dois extremos: a inspiração e a expiração. Toda energia tem dois extremos, toda energia existe entre dois pólos opostos. Não pode existir de outra forma. Os pólos opostos com sua tensão e sua harmonia criam a energia; como os pólos magnéticos. Inalar é realmente o contrario de exalar e a expiração é totalmente contraria a inspiração. Em um único instante, a inalação é como o nascimento e a exalação é como a morte. Em um único instante as duas coisas se sucedem. Quando inala, nasce; quando exala, morre. Em um único instante existem o nascimento e a morte. Esta polaridade é a energía vital ascendendo, descendendo. Nos sete corpos, o físico, o etérico, o astral, o mental, o espiritual, o cósmico, e o nirvánico, existe um correspondente fenômeno de entrada-saida. O que respeita ao corpo mental, o pensamento que chega e o pensamento que se vai é a mesma classe de fenômeno que o alento que entra e o alento que sai. A cada instante um pensamento chega a tua mente e um pensamento se vai. É a energia cósmica do universo (pelo menos a parte que está acessível à nossa dimensão). Os hindus a chamam de Prana (ou Purana), os chineses de Chi (ou Ki), Wilhelm Reich chamava de Orgone, e no espiritismo se conhece por Energia imanente (ou primária). Pode ser visto em dias de sol, com o céu bem aberto. Para isso, fiquem deitados de costas, olhando para o céu. Após algum tempo a vista relaxa, abrindo o campo da retina, e será possível ver minúsculas bolinhas brancas, às vezes com um ponto preto. Surgem por um segundo ou dois, deixam um ligeiro traço e tornam a desaparecer. Se você persistir na observação e expandir a visão, começará a ver que todo o campo pulsa num ritmo sincronizado. Nos dias de sol, as bolinhas de energia,brilhantes, movem-se depressa. Nos dias enevoados, mais translúcidas, movem-se devagar e são em menor número. Numa cidade envolta em névoa e fumaça, são menos ambundantes, escuras, e movem-se muito devagar. No Oriente dá-se o maior valor à respiração, pois é através dela que retiramos a energia para o nosso veículo extrafísico. Nós fazemos isso toda noite, ao dormir. O corpo astral fica planando pouco acima do físico pra poder “se encher” de prana (através dos chakras). Infelizmente isso é um processo inconsciente e poucos lembram de algo assim. Mas existem técnicas e mais técnicas de Yoga pra absorção do Prana acordados. Recomenda-se fazer isso logo pela manhã, pois o ar é mais rico em energia. Uma outra técnica, aprendida com Oráculo, recomenda que se coloque um copo com água pra receber os primeiros raios do sol. Assim, a água se energiza, pois ela absorve muito prana. É dessa forma que o planeta se limpa dos miasmas mentais de seus habitantes. Imagine a poluição mental que fica no ar com tanto stress, violência, desesperança, fome, etc. A chuva é um bálsamo, pois os pingos, ao caírem, vão “recolhendo” o prana da atmosfera e, como flechas, destroem as energias do pensamento de baixa vibração (poluindo o ar mental, como nuvens de CO2 poluem o ar físico).
fonte: A arte do extase(Livro), Saindo da Matrix
Cura Prânica – Prāna (em sânscrito:प्राण , sopro de vida) visa reequilibrar a energia vital e os chakras, canalizando o Prana, atuando no corpo bioplasmático, com conseqüências fisiológicas ou seja promovendo a cura. O corpo físico do homem se compõe de duas partes: o corpo físico visível e palpável e o
corpo bioplasmático, formado por uma energia sutil e invisível. Esses corpos se interpenetram e interagem num vínculo de troca de energia. Nos alimentamos de energia vital, também conhecida por força vital, Prana, ki, pneuma, mana, ruah, deste manancial que é o Universo nas suas manifestações naturais: ar, terra e água. Possuímos centros de captação e irradiação energéticos: os Chakras. Estes se não estão em equilíbrio não captam e desperdiçam a energia vital – Prana – necessária à nossa saúde física, mental, emocional e espiritual. Com o conhecimento do processo energético, o facilitador de Cura Prânica localiza onde há o desequilíbrio e remove o Prana deletério recolocando logo a seguir um outro puro e saudável, captado do ar, equilibrando o corpo energético e como conseqüência o físico, o mental e o emocional. É um trabalho feito com conhecimento que não encontra lugar para mistificação pela sua lógica e simplicidade. Os resultados podem ser comprovados instantaneamente ou aos poucos, dependendo do comprometimento físico e energético do paciente.
fonte: Cura Pranica Brasil como utilizar o prana para a cura, videos em ingles, com opçoes de subtitulos em portugues na barra inferior (cc)

Excelente informaçoes: Um curso sobre como utilizar essa energia(está em castelhano, muito bem explicado)
http://energiacraneosacral.com/segunda_parte/prana/prana1.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s