Energia Prānica – Utilize essa energia gratuita

O prana é energia, a energia vital em nós, a vida em nós. Esta vida se manifesta em si mesma, pelo que ao corpo físico concerne como o alento que entra e sai. São dois extremos opostos. Os consideramos como um só. Dizemos, “respiração”, mas a respiração tem dois extremos: a inspiração e a expiração. Toda energia tem dois extremos, toda energia existe entre dois pólos opostos. Não pode existir de outra forma. Os pólos opostos com sua tensão e sua harmonia criam a energia; como os pólos magnéticos. Inalar é realmente o contrario de exalar e a expiração é totalmente contraria a inspiração. Em um único instante, a inalação é como o nascimento e a exalação é como a morte. Em um único instante as duas coisas se sucedem. Quando inala, nasce; quando exala, morre. Em um único instante existem o nascimento e a morte. Esta polaridade é a energía vital ascendendo, descendendo. Nos sete corpos, o físico, o etérico, o astral, o mental, o espiritual, o cósmico, e o nirvánico, existe um correspondente fenômeno de entrada-saida. O que respeita ao corpo mental, o pensamento que chega e o pensamento que se vai é a mesma classe de fenômeno que o alento que entra e o alento que sai. A cada instante um pensamento chega a tua mente e um pensamento se vai. É a energia cósmica do universo (pelo menos a parte que está acessível à nossa dimensão). Os hindus a chamam de Prana (ou Purana), os chineses de Chi (ou Ki), Wilhelm Reich chamava de Orgone, e no espiritismo se conhece por Energia imanente (ou primária). Pode ser visto em dias de sol, com o céu bem aberto. Para isso, fiquem deitados de costas, olhando para o céu. Após algum tempo a vista relaxa, abrindo o campo da retina, e será possível ver minúsculas bolinhas brancas, às vezes com um ponto preto. Surgem por um segundo ou dois, deixam um ligeiro traço e tornam a desaparecer. Se você persistir na observação e expandir a visão, começará a ver que todo o campo pulsa num ritmo sincronizado. Nos dias de sol, as bolinhas de energia,brilhantes, movem-se depressa. Nos dias enevoados, mais translúcidas, movem-se devagar e são em menor número. Numa cidade envolta em névoa e fumaça, são menos ambundantes, escuras, e movem-se muito devagar. No Oriente dá-se o maior valor à respiração, pois é através dela que retiramos a energia para o nosso veículo extrafísico. Nós fazemos isso toda noite, ao dormir. O corpo astral fica planando pouco acima do físico pra poder “se encher” de prana (através dos chakras). Infelizmente isso é um processo inconsciente e poucos lembram de algo assim. Mas existem técnicas e mais técnicas de Yoga pra absorção do Prana acordados. Recomenda-se fazer isso logo pela manhã, pois o ar é mais rico em energia. Uma outra técnica, aprendida com Oráculo, recomenda que se coloque um copo com água pra receber os primeiros raios do sol. Assim, a água se energiza, pois ela absorve muito prana. É dessa forma que o planeta se limpa dos miasmas mentais de seus habitantes. Imagine a poluição mental que fica no ar com tanto stress, violência, desesperança, fome, etc. A chuva é um bálsamo, pois os pingos, ao caírem, vão “recolhendo” o prana da atmosfera e, como flechas, destroem as energias do pensamento de baixa vibração (poluindo o ar mental, como nuvens de CO2 poluem o ar físico).
fonte: A arte do extase(Livro), Saindo da Matrix
Cura Prânica – Prāna (em sânscrito:प्राण , sopro de vida) visa reequilibrar a energia vital e os chakras, canalizando o Prana, atuando no corpo bioplasmático, com conseqüências fisiológicas ou seja promovendo a cura. O corpo físico do homem se compõe de duas partes: o corpo físico visível e palpável e o
corpo bioplasmático, formado por uma energia sutil e invisível. Esses corpos se interpenetram e interagem num vínculo de troca de energia. Nos alimentamos de energia vital, também conhecida por força vital, Prana, ki, pneuma, mana, ruah, deste manancial que é o Universo nas suas manifestações naturais: ar, terra e água. Possuímos centros de captação e irradiação energéticos: os Chakras. Estes se não estão em equilíbrio não captam e desperdiçam a energia vital – Prana – necessária à nossa saúde física, mental, emocional e espiritual. Com o conhecimento do processo energético, o facilitador de Cura Prânica localiza onde há o desequilíbrio e remove o Prana deletério recolocando logo a seguir um outro puro e saudável, captado do ar, equilibrando o corpo energético e como conseqüência o físico, o mental e o emocional. É um trabalho feito com conhecimento que não encontra lugar para mistificação pela sua lógica e simplicidade. Os resultados podem ser comprovados instantaneamente ou aos poucos, dependendo do comprometimento físico e energético do paciente.
fonte: Cura Pranica Brasil como utilizar o prana para a cura, videos em ingles, com opçoes de subtitulos em portugues na barra inferior (cc)

Excelente informaçoes: Um curso sobre como utilizar essa energia(está em castelhano, muito bem explicado)
http://energiacraneosacral.com/segunda_parte/prana/prana1.html

Anúncios

Mensagem Sobre a Ascensão do Homem e o Planeta

Diante do documentário anterior postado sobre a Servidão Moderna, ao mesmo tempo realista, pessimista e deprimente desta sociedade em que vivemos. Estamos despertando!? Sim, alguns já estão, outros estão em processo, outros nem se dão conta, outros nem chegarão a isso…coloco agora uma Interessante Mensagem que fala da Evolução e Ascensão dos poderes psíquicos, Espirituais e Físicos do Homem na nova DIMENSÃO temos que canalizar um sentimento puro de AMOR e fortalecer a UNIÃO entre todos. (Espirito de comunidade)Uma busca de liberdade e conhecimento ilimitado, um sonho que sempre nos acompanhou e existiu, mas que estava adormecido. Como disse Mahatma Gandhi, “Seja a mudança que você quer ver no Mundo”. Mas como diz na mensagem, ‘a mudança se dará de uma forma ou de outra’. Isso é um presente divino, de uma Ordem Superior!!
 

Ascensão Suave – Corpo de Luz Por Metatrón
Aportado por Margarita Fabián – 27/11/2009 (traduçao, cast./port. : Adnuntiatum)
Eu sou Metraton. Solicitaram-me que lhes entreguem informação, que lhes ajudem nas mudanças que o planeta e toda a vida sobre ele experimentarão durante a ascensão. Este planeta e todas as espécies de vida nele estão no processo de ascensão. Ascensão significa que todas as formas de vida de primeira e segunda dimensão passarão a formas de vida de terceira dimensão. Os humanos, ou formas de vida tridimensionais se graduarão, seja para o mundo da quarta dimensão, ou, da unidade da quinta dimensão. Isto dependerá de seu nível de evolução e de sua intenção. A Ascensão está ocorrendo agora, passo a passo, e continuará de uma forma ou de outra, já que essa é a vontade de todos.
Normalmente, os planetas e as espécies de vida encarnadas no planeta são ascendidas a través de desastres cataclísmicos que anunciam um ciclo de morte -ressurreição. Neste ciclo, como demonstrou Cristo, os desastres criam morte planetária. A nível de Mente Universal isto se sabe e se entende, devido que esta é a maneira como a ascensão usualmente ocorre. Esta é a razão por que desde tempos remotos ha existido profecias de terríveis catástrofes que ocorreram ao final dos tempos. O ciclo de ressurreição é a ascensão, onde a vida começa de novo em um novo nível de consciência em uma dimensão mais alta. A ascensão não é reencarnação, já que a reencarnação conleva o conceito de Karma: para que haja ascensão todo o karma deve haver sido limpado.
A ascensão não significa a existência somente como um espírito em mundos celestiais: a ascensão é também física. O processo muda o corpo físico ao unificar em um só ser o corpo e o espírito: Este ser é um ser perfeito de luz, em um corpo físico de luz. Esta progressão da ascensão começou faz milhões de anos, com o êxodo dos israelitas desde Egito. A historia de Moisés levando a sua gente fora da escravidão é uma metáfora da progressão da Ascensão. A encarnação de Jesus foi ponto de mudança para o processo porque como Avatar Jesus foi capaz de tomar os “pecados” ou karma de todos os humanos e transmutar essa energia em Luz.
Esta redenção fez possível um processo de ascensão suave. Esta ascensão inclui uma serie de passos até que se haja possível um ser de Luz. A redenção de Cristo foi o primeiro passo na progressão do Corpo de Luz. Este primeiro passo demorou cerca de dois mil anos em completar-se. O Corpo de Luz foi introduzido como experimento em 1988, somente sete meses depois da Convergência Harmônica. É um experimento, pois nunca antes uma ascensão havia sido intentada desta forma. ESTE MÉTODO, QUE INCLUI UM AUMENTO GRADUAL DA LUZ NOS CORPOS FÍSICOS DE TODAS AS FORMAS DE VIDA E DO PLANETA, E UM AUMENTO NO NÍVEL VIBRATÓRIO, NUNCA HAVIA SIDO INTENTADO EM NENHUM UNIVERSO EM ASCENSÃO.
Continuar lendo

Servidão Moderna – Jean Francois Brient

“O homem encerrou-se em si mesmo de modo que vê todas as coisas através das frestas estreitas da sua cavernas.Mas se ele abrir as portas da percepção tudo surgirá como realmente é: INFINITO. As portas!” William Blake(1757-1827)O Casamento do Céu e do Inferno [1790]

Um documentário de Jean Francois Brient(52 min.), onde mostra a verdade da nossa escravidão frente ao SISTEMA e a cegueira em que vivemos! Uma vida baseado na ruina do ser Humano DIVINO, onde pagamos pra SOBREVIVER! Uma sociedade doente e alienada que clama mudança silenciosamente. Destruímos esse PODER, temos a opção de eleger se queremos ser escravos desse sistema totalitário MERCANTIL! Comece por pequenas coisas dentro da sua casa, acumulando menos, não comprando comidas industrializadas, livrando-se de modismo desnecessários(começando pelo seus filhos) vendo menos a telinha que nos consome com futilidades e nos esconde a “verdade” em que estamos submetidos, onde as noticias são pré-fabricadas e manipuladas… A VERDADE nos liberta! Buscamos o consciente COLETIVO! A revolução é um acontecimento cósmico, uma libertação política dos homens, que traz consigo um significado DIVINO, uma tentativa de estabelecer uma relação entre nossas vidas e as demais DIMENSÕES de existência.

 Capítulos do Filme e do Livro:

I: Epigrafo

II: A servidão voluntária

III: A organização territorial e o habitat

V: A Alimentação

VI: A destruição do meio ambiente

VIII: A colonização de todos os setores da vida

IX: A medicina mercantil

X: A obediência como segunda natureza

XI: A repressão e a violência

XII: o dinheiro

XIII: Não há alternativa na organização social dominante

XIV: A imagem

XV: A diversão

XVI: A linguagem

XVII: A ilusão do voto e da democracia parlamentar

XVIII: O sistema mercantil totalitário

XIX: Perspectivas

XX: Epílogo

http://www.youtube.com/watch?v=B7hSxm67izU&feature=related

O texto e o filme são isentos de direitos autorais, podem ser recuperados, divulgados, e projetados sem nenhuma restrição. Inclusive são totalmente gratuitos, ou seja, não devem de nenhuma maneira ser comercializados. Pois seria incoerente propor uma crítica sobre a onipresença das mercadorias com outra mercadoria. A luta contra a propriedade privada, intelectual ou outra, é nosso golpe fatal contra a dominação presente.

Este filme é difundido fora de todo circuito legal ou comercial, ele depende da boa vontade daqueles que asseguram sua difusão da maneira mais ampla possível. Ele não é nossa propriedade, ele pertence àqueles que queiram apropriar-se para que seja jogado na fogueira de nossa luta.

( Jean-François Brient e Victor León Fuentes )

Link Oficial = http://www.delaservitudemoderne.org/

Texto completo – em Português – para leitura em tela: http://www.delaservitudemoderne.org/texto-po.html


A VOLTA DA GRANDE DEUSA

A GRANDE MÃE QUE ESTÁ POR DETRAS DE TODOS OS RITOS DE TODAS AS COISAS CRIADAS…
“A DEUSA TORNA O CORPO E A VIDA SAGRADOS, E LIGA-NOS À DIVINDADE QUE PERMEIA TODA A MATÉRIA: O SEU ÓRGÃO SIMBÓLICO É O ÚTERO. “
“O SEU ÓRGÃO DE CONHECIMENTO É O CORAÇÃO. TANTO O CORAÇÃO COMO O ÚTERO SÃO VASOS ATRAVÉS DOS QUAIS A VIDA DESPERTA. SÃO AMBOS CÁLICES PARA O SANGUE QUE OS ENCHE E OS ESVAZIA. UM SUSTENTA A VIDA, O OUTRO TRAZ NOVAS VIDAS AO MUNDO.” Jean Shinoda Bolen

A Nova era que se aproxima falado pelas profecias, e muitos outros canalizadores do planeta tem colocado um fator importante em relação as mulheres que vale a pena ser salientado. Como energia feminina, yin, de recepção, DE DEUSA irão tomar as rédeas do planeta terra que é dela por direito. Pelo qual foi tomada! Energia da grande Mãe e da figura feminina de Proteção e Amor!

Vamos a algumas:
1.O homem já não será o único soberano, pois a mulher empunhará o cetro, será a grande mestra dos tempos futuros e o que pense imporá aos homens, será a mãe desta nova era. Difundirá a doçura terna da mãe após os dias dos “escuros”, será beleza depois da fealdade dos tempos bárbaros. A Nova era mudará em pouco tempo, se amará e se compartirá, se sonhará e se dará vida aos sonhos!

2.Tem que ativar de novo a energia yin do planeta, se sabe que não se cria nada sem um yin e um yang, não existe nada…não se pode criar hologramas existenciais…quando não se tem um positivo e um negativo, um macho e uma fêmea, se não existe essas energias não se cria… E definitivamente a energia da terra deve ser um elemento ying para poder recepcionar a energia yang do sol, e justamente não é porque se foi mudado o eixo eletromagnético para não recepcionar informação. Até que as mulheres não tomem as rédeas do planeta, até que não comece a recepcionar a energia ying do planeta, porque as mulheres são as receptoras naturais, até que não comece a destapar os vértices energéticos yin do planeta, até que não se desative a tecnologia haarp, até que não se destitua aos “governantes” da terra…

3.A MANIFESTAÇÃO DO ARQUÉTIPO DA DEUSA
“Sintam no âmago das suas identidades, a nutrição, a dádiva e o mistério da Mãe.
Haverá um retorno e um despertar da Deusa Mãe.”
A DEUSA MÃE É TODAS AS DEUSAS E UMA SÓ DEUSA DESDE O PRINCÍPIO DOS TEMPOS. A DEUSA É A FONTE POR DETRÁS DE TODAS AS COISAS…
AS APARIÇÕES DA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, COMO OUTRAS EM TODO O MUNDO, CORRESPONDEM SEM DÚVIDA, DE UMA FORMA OU DE OUTRA A UMA MANIFESTAÇÃO QUE DÁ EXPRESSÃO VISÍVEL E SIMBÓLICA À FORÇA CRESCENTE DO ARQUÉTIPO DA DEUSA-MÃE QUE FOI HÁ MILÉNIOS RELEGADO PELA HISTÓRIA DOS HOMENS PARA SEGUNDO PLANO E ESTÁ ADORMECIDO AO NÍVEL DO INCONSCIENTE COLECTIVO, DENTRO DE TODA A HUMANIDADE.
ELE SURGE DE NOVO NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XX COMO RESPOSTA ENERGÉTICA AOS APELOS DAS PESSOAS E DAS POPULAÇÕES ASSOLADAS PELAS GUERRAS. ESSE APELO VEM PRINCIPALMENTE DA PARTE DAS MULHERES, SEMPRE AS MAIS CASTIGADAS PELA VIOLÊNCIA DOS HOMENS. ELAS RESPONDEM POR SUA VEZ AO APELO DA DEUSA MÃE PELA NECESSIDADE INERENTE E PREMENTE DO PRINCÍPIO FEMININO NA TERRA, E SEGUEM FIÉIS DENTRO E FORA DE SI OS PASSOS DA GRANDE DEUSA COM FERVOR. A VOZ AMORDAÇADA DAS ANTIGAS SACERDOTISAS ECLODE…NO ENTANTO, ESSA FORÇA INATA EM CADA MULHER NA MANIFESTAÇÃO DO FEMININO SAGRADO E DA MÃE QUE É A EXPRESSÃO DA MULHER NA TERRA, É DESDE LOGO E MAIS UMA VEZ USURPADO PELA IGREJA DE ROMA E EXPLORADO PELOS BISPOS PADRES E POLÍTICOS EM DETRIMENTO DA MULHER VERDADEIRA QUE ESTÁ A ACORDAR.
MAS AINDA ASSIM, MESMO QUE OCULTA E RECALCADA DENTRO DE CADA MULHER “A Deusa é uma consciência que permite todas as coisas. É a fonte que mantém toda a união, a cola da criação. Este é um conceito difícil de ser absorvido por algumas pessoas. É difícil para as mulheres conceber uma energia poderosa, que corre através do seu próprio sangue, em semelhança com elas mesmas. É chocante para os homens pensar que, talvez, uma vibração feminina possa ser a fonte que está por detrás de todas as coisas.”

“É verdade que o Criador Primordial é uma vibração feminina. A Fonte, como a conhecemos, é uma vibração feminina. Os consortes deste princípio feminino, a vibração masculina, competindo pelo amor da Deusa, começaram a se fragmentar num mau uso da energia, há milhões de anos. Vocês constituem uma parte fragmentada desse mau uso de energia.”

“Houve um declínio e uma queda da Deusa por razões muito importantes.”(…) Mas agora é o tempo da Deusa voltar…
Que venha A Antiga e Deusa Soberana, que se manifeste, sim! Que o mundo inteiro Lhe seja consagrado, mas que sejam as mulheres as suas representantes e sacerdotisas em festa livre e pagã, vestidas de branco e enfeitadas de flores e risos de esperança, cheias de compaixão e amor no coração porque a Deusa sempre foi a festa e vida e não apenas a morte como os padres pregam…”A energia da Deusa sempre reconheceu o direito da fertilidade. A energia dela não é como no mundo ocidental; para ela, o sexo não era vergonhoso. A Deusa amava o sexo, que é obviamente, a herança natural dos humanos.”
(…)
“A Deusa é muito generosa. Ela permaneceu por detrás da cena nessa batalha do patriarcado, porque sabe que é a força criativa em todas as coisas e que todas as coisas precisarão finalmente de reencontrá-la.”
Texto republicado
TERRA – CHAVES PLEIADIANAS PARA A BILBLIOTECA VIVA de BÁRBARA MARCINIAK

Terra Oca e Intraterrenos 1 – Serra do Roncador

UMA CIDADE SUBTERRÂNEA NAS SELVAS DO BRASIL
No imenso estado brasileiro de Mato Grosso (901.420 Km ²), se esconde um enigma de proporções similares a geografia que enfrentamos. No sector de suas chapadas ―um terreno em verdade complicado, com zonas baixas e pantanosas―, no coração das denominadas Serras do Roncador, se encontra um mundo perdido que se protege diante de sua indócil selva e as flechas dos guerreiros índios do Parque Xingu. Um cenário que parece ter sido extraído de um filme de ficção cientifica. Não obstante, ao dar uma olhada nesta paisagem, é inevitável associá-lo com o mistério do Paititi. Ainda mais ao encontrar claros indícios que aponta a uma raça de seres superiores que viveriam nas entranhas da Terra (outros pontos no mundo tambem mencionam) e que estariam custodiando a “verdadeira historia da humanidade, sua origem e missão”. Uma historia fascinante mas ao mesmo tempo difícil de crer. Será possível?
Há muito tempo se mencionou a zona do Roncador como um lugar que “esconde” uns dos ingressos a esse místico e esquivo mundo subterrâneo. Um ponto no mundo que é rico em diversas lendas e, também, em mistérios. Não em vão, que em 1925, o investigador George Lynch salientou na prestigiosa revista Science at Vie que em Mato Grosso se encontra a origem de todas as civilizações do ocidente.
Recordamos que neste mesmo ano, o Coronel inglês Percy Harrison Fawcett (medalha de ouro da Real Sociedade de Geografia de Inglaterra e chefe da comissão encarregada de delimitar as fronteiras entre Peru e países vizinhos) levou a cabo uma arriscada expedição nestas selvas indomáveis, de onde nunca mais regressaria.
A desaparição de Fawcett, devido a seus credenciais e reconhecimentos, acendeu um interesse inusitado nesta região do Brasil. Mais de um investigador se perguntava que havia ocorrido realmente com este Coronel que mais tarde inspiraria em Steven Spielberg ao famoso personagem de Indiana Jones, que, ao igual que Fawcett, se submergia na selva e outros pontos do mundo buscado desvelar os mistérios. ¿Tudo isto é somente ficção?
A ESTRANHA DESAPARIÇÃO DO CORONEL FAWCETT
O inquietante era que Fawcett partiu em busca de uma cidade secreta no Roncador, denominada por ele “Z”. E até a data, a mais de sete décadas de sua expedição, não se sabe a ciência ao certo o que ocorreu com o experiente Coronel, que desapareceu em meio das selvas do Xingu com seus dois acompanhantes, seu filho Jack, de 22 anos, e o fotógrafo Raleigh Rimmel. Um detalhe intrigante em torno da sua desaparição foi revelado em 1952 por outro de seus filhos, Brian, quem afirmou, com total certeza, que se, seu pai entrou naquela cidade perdida que buscava, e que a “gente” de ali não o deixaram sair…
A própria esposa do Coronel havia sustenido que quando viviam no extremo Oriente apareceram uns homens estranhos que lhe anunciaram feitos extraordinários para o futuro da família, antecipando, incluso, o destino de Fawcett. Esses homens seriam “emissários” da denominada Irmandade Branca ou “Academia Invisível” que vigia o mundo. Segundo se crê um conjunto de elevados Mestres que protegem os segredos da Terra. Aqueles seres estariam vinculados a lenda de Shambhala, que mais de um Lama conhece, mesmo que nesta ocasião estaríamos enfrentando o mesmo panorama nas selvas e montanhas de America do sul. A tudo isto se somou ao descobrimento científico de Machu Picchu por Hiram Binghan, em 1911, feito que daria ao Coronel maior força a sua convicção de partir a Serra do Roncador, que deve seu singular nome aos estranhos sons que parecem surgir do solo. Outro feito inexplicável já que o vento não pode gerar tremendos fragores que parecem gerar-se na entranhas do lugar. E já se descartou qualquer tipo de atividade sísmica na zona. Então, quem ou o que gera esses sons, que as vezes são metálicos ou mecânicos?
O explorador, sabia que em Brasil ―assim como em outras regiões ainda sem investigar de América do Sul― jaziam escondidas, ocultas, ancestrais cidades de pedra, enterradas baixo o conveniente manto selvatico. Já nas suas viagens pelo continente, Fawcett havia ouvido dizer dos “índios loiros, de olhos azuis”, como remanescente de uma perdida cultura que chegou de terras longínquas logo após um cataclismo. Todos estes dados lhe aventuraram em 1921 a buscar a cidade perdida de Bahia. O certo é que, a margem daquela silenciosa pesquisa ―pouco se sabe em realidade o que encontrou Fawcett y decidiu calar― existe uma jazida arqueológica na Bahia, concretamente em Igatú, perto de Andarai, em plena meseta Diamantina. Alguns a chamam, inclusive, “A Machu Picchu brasileira”.
É importante dar um olhada neste mistério em Bahia pelo fato desta cidade aparecer no “manuscrito 512”, que se conserva na Biblioteca Nacional de Rio de Janeiro. A existência deste enclave, e as revelações deste manuscrito, puseram a Fawcett trás uma “pista”. Vejamos o que diz o manuscrito.
Continuar lendo